Manaus-AM 2 x 2 CSA-AL – Azulão do Mutange se segura e avança na Copa do Brasil

Manaus-AM 2 x 2 CSA-AL – Azulão do Mutange se segura e avança na Copa do Brasil

Manaus, AM, 08 (AFI) – Teve de tudo no empate por 2 a 2 que garantiu o avanço da CSA-AL à segunda fase da Copa do Brasil: vários gols, partida paralisada por falta de ambulância e pênalti desperdiçado pelo Manaus-AM no último minuto de jogo. Esse foi o panorama do duelo realizado na noite desta quarta-feira, em Manaus, na Arena da Amazônia.

A igualdade classificava todos os visitantes nessa primeira fase. Agora, na segunda, não existe mais esse direito. Inclusive, o adversário alagoano no próximo estágio será o São Paulo. Na semana passada, o Tricolor do Morumbi venceu o Madureira, por 1 a 0. No terceiro mata-mata, CSA ou São Paulo enfrentará Novo Hamburgo-RS ou CRB-AL.

O JOGO
A partida demorou a engrenar, talvez porque as equipes estivessem se estudando e tentando entender qual seria a estratégia adversária.

Assim, a primeira chance clara de gol só surgiu aos 24 minutos. E foi uma grande oportunidade para o time visitante. Dahwan recebeu lançamento dentro da área, e tocou para a esquerda; a bola sobrou para Giva, que carimbou o travessão manauara. Apesar de melhor em campo, não foram os alagoanos quem abriram o marcador.

Deurick quem fez um belo gol. Zada, Hamilton ajeitou com a cabeça, e o defensor fuzilou a rede rival aos 35 minutos. Quando tudo indicava que os donos da casa levariam a vantagem para os vestiários, Giva empatou aproveitando bela jogada de Didira.

Tal qual a primeira etapa, a segunda parte do confronto começou monótona. Só foi melhorar após os mais de 20 minutos em que ficou parada. Explica-se: o goleiro Jonathan, do Manaus, precisou ser lavado ao hospital após um choque. Como só havia uma ambulância, o juiz precisou aguardar o retorno do veículo.

Logo após o retorno, quando o cronômetro indicava 23 minutos jogados, Hamilton fez o gol que poderia ser da classificação manauara. Aos 42, o CSA chegou ao empate: o zagueiro Leandro aproveitou escanteio e deixou tudo igual. Quando tudo parecia perdido, o Manaues teve uma chance de ouro: Nena foi derrubado na área. Pênalti. O próprio Nena foi para a cobrança. Entretanto, Mota defendeu. Fim de papo na Arena.

Fonte/Futebolinterior

Compartilhe agora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *