Exposição fotográfica valoriza servidores do Samu Alagoas
por Assessoria - publicado em 04/12/2017 às 20:12

Durante as próximas duas semanas os alagoanos poderão conhecer um pouco mais sobre o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que comemora 14 anos de atuação no Estado no dia 16 deste mês. Para mostrar o trabalho desenvolvido pelos servidores da Central Maceió, foi montada uma exposição fotográfica no Maceió Shopping, em frente ao cinema Kinoplex, que teve início nesta segunda-feira (4).

As 36 fotos ficarão expostas até o próximo dia 17, mostrando os profissionais que fazem os serviços do Samu Aeromédico, da Motolância, das equipes que compõem as Unidades de Suporte Básico (USB) e Avançado (USA) e a parte administrativa da Central Maceió.

De acordo com o major Dárbio Alvim, supervisor do Samu Alagoas, essa exposição serve para aproximar ainda mais o Samu da população e valorizar os servidores que estão diariamente salvando vidas.

“Por meio dessas fotos e do vídeo institucional estamos aproveitando para comemorar 14 anos de atuação em Alagoas e mostrar um pouco da rotina dos nossos socorristas, que não medem esforços para atender os pacientes da melhor forma possível durante as ocorrências”, exaltou o supervisor.

A exposição, segundo ele, também é um momento da sociedade conhecer um pouco mais sobre os serviços oferecidos pelo Samu em Alagoas.

O jovem Thomás Silva, 20 anos, foi um dos primeiros a chegar à exposição do Samu e pode conhecer um pouco mais sobre alguns serviços, como o "Samu nas Escolas", um projeto de extensão em parceria com a Universidade Federal de Alagoas, que orienta crianças e adolescentes sobre os riscos do trote. Somente em 2017, das 277.152 ligações recebidas pelo 192, 179.775 foram trotes.

“O Samu é essencial para o sistema de saúde, já que atende a todas as pessoas que precisarem desse serviço. É algo absurdo a quantidade de trotes que o 192 recebe diariamente, e é legal saber que existe esse projeto para orientar os jovens contra o trote, e mostrar que esse tipo de brincadeira, de mal gosto, pode acabar tirando a vida de outras pessoas”, afirmou o representante de atendimento.

Quem também passou pelo estande do Samu foi Miriam da Silva, 64 anos, assistente administrativa do Hospital Geral do Estado. “O Samu possui um serviço espetacular, só sabe da dedicação desses profissionais quem precisa. E pude constatar isso quando tivemos que transferir minha mãe para um hospital, onde ela tinha que fazer um exame, e o único meio de fazer esse deslocamento era com a ambulância do Samu”, contou.

Histórico

Inicialmente o Samu em Alagoas começou como Central de Regulação e Leitos, atendendo casos de urgência e emergência. Em 16 de dezembro de 2003 recebeu o novo nome, por meio da resolução nº 68 da Comissão Intergestores Bipartite (CIB) do Estado.

A Central do Samu Maceió foi habilitada pelo Ministério da Saúde (MS) em 7 de julho de 2004, por meio da portaria nº 1.403. A Central Arapiraca foi habilitada pelo MS em 2006, após a publicação da portaria nº 2.930, de 20 de 

Compartilhe
Comente esta notícia
0 Comentários
Publicidade
Publicidade