Evento capacitará profissionais e acadêmicos para soluções em gerenciar áreas de riscos e prevenir desastres naturais
por Assessoria - publicado em 13/11/2017 às 19:11

Divulgação

Alagoas, no ano de comemoração dos seus 200 anos de história, foi o estado escolhido para ser o palco da realização do 5º Simpósio de Geotecnia do Nordeste – GeoNE. Um dos mais importantes eventos regionais na área de engenharia, de caráter técnico-científico, que divulga e discute temas relevantes e proporciona o intercâmbio de informações entre pesquisadores, professores, estudantes de graduação e pós-graduação, empresários, profissionais de nível superior e técnicos. 

Alagoas foi o Estado escolhido, em virtude dos desastres ocorridos por conta das fortes chuvas. Por isso, especialistas dos mais diversos lugares do Brasil e também com experiência internacional, trarão casos concretos de como agir para evitar que determinadas incidentes aconteçam aqui.

O evento, que é organizado pelo Núcleo Nordeste da Associação Brasileira de Mecânica dos Solos e Engenharia Geotécnica (ABMS / NE), acontecerá nos dias 16 e 17 de Novembro de 2017, no Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso. 

O GeoNE traz, para Alagoas, renomados palestrantes com destaque nacional e internacional para apresentar novas tecnologias, casos de obra e soluções inovadoras na área geotécnica. São quase 500 inscritos de diversos lugares do Brasil, com destaque para participantes dos nove estados do Nordeste.

Segundo a presidente do GeoNE, Juliane Marques, que é engenheira e professora da Ufal, o evento é de grande importância para todos que atuam ou pretendem atuar na área, pois reúne temas relevantes e atualizados como as investigações geotécnicas, o gerenciamento de áreas de riscos, dentre outros assuntos e estudos de caso que trazem soluções interessantes para o país, de uma forma especial para Alagoas, que sofre com vários desastres no período de fortes chuvas.  Por isso, ela destaca que o estudo geotécnico pode evitar grandes desastres e beneficiar a população.

“A Geotecnia, que é o campo da engenharia civil que estuda os solos e rochas e como eles reagem as ações humanas, tem ganhado destaque cada dia mais na prevenção de desabamentos, desmoronamentos, deslizamentos; além do trabalho para a preservação dos lençóis freáticos, do gerenciamento do problema do lixo e da contenção da ocupação de encostas”, explicou a presidente.

O estudo geotécnico de uma área pode eliminar e minimizar diversas situações de forma sustentável e segura para a população e o meio ambiente. Por isso, o evento é uma oportunidade ímpar para a convivência, discussões, troca de conhecimentos e de experiências entre pesquisadores, profissionais e estudantes. Aprendizagem que fará um diferencial para o desempenho acadêmico e profissional dos participantes do GeoNE e que pode contribuir significativamente para a realidade dos estados", concluiu.

Compartilhe
Comente esta notícia
0 Comentários