Brasil de Pelotas 2 x 0 CRB – Xavante pega o elevador e se distancia do Z4
por futebolinterior - publicado em 17/09/2017 às 07:09

Reprodução

Pelotas, RS, 16 (AFI) – Em uma tarde inspirada de Misael e Rafinha, o Brasil de Pelotas respirou em relação a briga contra o rebaixamento ao vencer o CRB neste sábado, por 2 a 0, no Estádio Bento de Freitas, pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. O atacante deu as duas assistências para os gols marcados pelo camisa 10.

Reabilitado da derrota para o Náutico, por 1 a 0, na última rodada, o Brasil chegou aos 33 pontos e se distanciou da degola, saltando para o nono lugar. Já o CRB conheceu a segunda derrota seguida no campeonato e caiu para o 13º lugar, com um ponto a menos que o time gaúcho.

 

XAVANTE MELHOR

Por conta da chuva que caiu em Pelotas durante todo o dia, o gramado do Bento de Freitas tinha algumas poças d'água que dificultavam o toque de bola dos times, tanto que ambos apostavam nas jogadas aéreas, mas os zagueiros começaram levando a melhor. O Brasil esboçou uma pressão, enquanto o CRB apostava no contra-ataque.

Aos 21 minutos, Rafinha cobrou falta direto e quase surpreendeu Edson Kölln, que afastou o perigo de soco. Seis minutos depois, Misael se antecipou ao zagueiro Gabriel, invadiu a área e cruzou na segunda trave para Rafinha. O meia cabeceou no cantinho do goleiro e abriu o placar para o Brasil.

Na sequência, Breno passou por dois marcadores e finalizou na rede pelo lado de fora. O Brasil seguia melhor em campo, não deixando o CRB jogar. Cassiano invadiu a área e só não marcou porque Flávio Boaventura salvou de carrinho. No finalzinho do primeiro tempo, Éder Sciola cabeceou, a bola desviou no meio do caminho e saiu.

FECHOU O CAIXÃO

O CRB voltou com uma postura mais ofensiva do intervalo e assustou logo aos sete minutos, quando Neto Baiano aproveitou saída errada de Brenoe bateu para grande defesa de Marcelo Pitol. O Brasil respondeu na sequência com Misael acertando a trave de Edson Kölln, mas o bandeirinha assinalou impedimento do atacante rubronegro.

Aos 18, Tony arriscou de fora da área e Marcelo Pitol, com as pontas dos dedos, espalmou para escanteio. Sentindo a queda de produção do time, o técnico Dado Cavalcanti realizou duas mudanças: Danilo Pires e Erick Salles entraram nos lugares de Tony e Marion. Mesmo assim, o Brasil se defendia com relativa tranquilidade.

Nos minutos finais, o Galo da Pajuçara se lançou todo ao ataque e passou a dar espaço para o contra-ataque do Brasil de Pelotas. Aos 47 minutos, Rafinha recebeu de Misael e bateu rasteiro. Edson Kölln ainda tocou na bola, mas não o bastante para conseguir evitar o segundo gol xavante. Depois, Gabriel recebeu o segundo amarelo e foi expulso.

Após o apito final, jogadores e comissão técnica do CRB foram reclamar da atuação do árbitro paraibano Pablo dos Santos Alves, que precisou ser protegido pelos policiais.

PRÓXIMOS JOGOS

Os dois times voltam a campo somente no próximo sábado, pela 25ª rodada. O Brasil de Pelotas enfrenta o Ceará, às 19 horas, no Castelão, em Fortaleza, enquanto o CRB recebe o Criciúma, às 16h30, no Rei Pelé, em Maceió.

Compartilhe
Comente esta notícia
0 Comentários